Quem vai querer comprar bananas? Capítulo 4

capitulo4Haja estômago. Manhã tumultuada, tudo indo contra, foda. Respira, ainda não parece acreditar em tudo que viveu a poucos minutos atrás… deixa pra lá… ao cruzar o pátio da escola, o sinal toca, anunciando os dois últimos horários. 3 ano A, sala dos alunos citados na conversa. Passo pela sala dos professores antes de seguir para a sala no final do corredor. Bebo água. Ju chega com cara de exausta:

— E aí? Esses alunos hoje tão com a peste! Tá tudo bem contigo? – indaga.

Daniel meneia a cabeça, lava o copo na pia e coloca de volta no escorredor.

— Sim! Eu tô meio de cara, mas depois eu te conto! – i n a c r e d t á v e l… depois te conto… vou lá…

— Valeu!

Na sala ao entrar pede silêncio. Muita movimentação. O pessoal do fundão, Gabriel, Carlos, Marcos, Maurício e Ana Clara fazem aquela cara: “professor eu quero é que o senhor morra!” dois, três mais na frente, sentados direitinho, no outro canto da sala uma turma de meninas que fofocam e riem enquanto trocam de mão em mão o aparelho de celular.

” A nota, professor!? O senhor já fechou a nota da gente?” – um outro mais exaltadinho pergunta com tom ameaçador. Fase difícil, penso enquanto senta e abro o diário de classe.

— Bem, hoje, pelo que vejo aqui, tenho que dar o visto no livro, o capítulo 2, né mesmo!? O que eu combinei com vocês? Temos uma aula de 50 minutos por semana. Então, uma aula tiramos as dúvidas e fazemos o exercício, na outra dou o visto. Vamos lá… número 1! Fizestes o exercício?

— Não fizestes, professor! – e ri com o resto da turma.

… Daniel calcula e como a vê o desastre, prossegue:

— Número dois… fizestes o exercício do livro, capítulo 2?

— Não fizestes, professor… e cai na gargalhada.

Mais uma vez como a tocar adiante ele prossegue.

— Três, fizestes ou não fizestes o exercício?

— Não fizestes… e assim vai indo até que chega a vez de Marx.

— Número 34, Marx? E ai? – pergunta.

Caminhando até a mesa do professor com o livro aberto nas páginas do exercício, Marx fala baixinho:

— Tudo bem? O senhor parece estranho… tá amarelo. O que houve? Tá tudo bem?

— Sim. Mas, olha, o Fagner veio me interrogar sobre o lance de tá levando vocês para vender livro. Cara babaca!

— Rafael me contou que o Fagner queria falar com ele. Vai ver é isso, né!?

— Não sei, mas ele me falou que vai mandar um comunicado para mãe de vocês falando dessa coisa. Eu disse que ele podia mandar que é tranquilo. Né mesmo?

— Sim… manda ele falar com minha mãe que ela vai falar bem do senhor. Lá em casa todo mundo sabe… Vamos hoje de novo? A galera tá animada! E ai, de cima?

— Espera aí, tenho até que vê, depois dessa babaquice toda, perdi até um pouco do tesão! Ah, mas quer saber, vamos sim! Não estamos fazendo nada de errado. Vamos nessa! Mesmo esquema, pego vocês depois, a noite.

— Massa! Viu como ela tá linda, hoje! É linda, né professor? Gatinha demais.

Daniel ri, descontraí, por um momento idealiza o amor de Marx pela menina mais bonitinha da sala. Ela é séria, uma morena realmente muito bonita e metida.

— E aí, com a grana que ganhei já dá até para chamar ela para sair! Eu chamo?

— Calma! Vai devagar… adverte. Se for chamar para sair, convida para o cinema, não vai levar a menina para barzinho, não!

— Pode deixar! Mas ela é arredia.

— Vai com calma!

(…)

— Numero 35! Fizestes?

— Não fizestes, professor!

— Não turma, vocês estão zoando! Não acredito que vocês não sabem nem responder minha pergunta! Não fiz, professor! É assim…

Mas um pouco bate o sinal novamente e espero a turma sair para entrar o 3 ano G. E continua a mesma peleja do fizestes? com o não fizestes, professor! até que o celular anuncia uma mensagem:

“Amore, o Pretinho morreu!”

Amanhã continua…

Anúncios

Sobre mphaickel

Professor e escritor, autor do romance "O Cinza da Solidão", na sua 3a. edição, publicado pela Thesaurus Editora.
Esse post foi publicado em Folhetins Literários e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s